Notícias
Aqui você pode listar notícias e atualidades.
 Localizar   
Compartilhe
Tamanho da fonte



Jornal L’Orient Le Jour destaca a visita de representantes da USEK ao Brasil
2/8/2011
Matéria publicada no site destaca a visita de Roberto Khatlab e Claude Khoury Azar ao Brasil, quando foram recebidos pelo Vice-Presidente Michel Temer e pelo Deputado Federal Ricardo Izar Junior.

(Tradução livre de matéria publicada pelo LOrient Le Jour. Veja aqui o texto original em Francês)

O diretor do Centro de Estudos e Cultura da América Latina (Cecal) Temer o diretor), Roberto Khatlab, e a Diretora de Desenvolvimento da USEK (Universidade Saint-Esprit de Kaslik), Claude Khoury Azar, foram recebidos em Brasília pelo Vice-Presidente do Brasil, Michel Temer. Michel Temer foi eleito em 2010.Sua família veio de Btaboura, no norte do Líbano. Temer é mais jovem dos seus oito irmãos. Os seus pais, March Barbar Lulia e Miguel Élias Temer Lulia, chegaram ao Brasil em 1924 e foram para uma fazenda em Tietê, onde nasceu.

Temer começou sua carreira política como Secretário de Educação de São Paulo, em 1983. Em 1986, foi eleito deputado pelo PMDB, e foi reeleito por seis mandatos sequenciais. Foi igualmente eleito três vezes presidente da Câmara dos Deputados, em 1997,1999 e 2009. Assumiu interinamente a Presidência da República, por duas vezes, em 1998 e 1999. No encontro com Michel Temer, os dois diretores presentearam-lhe com uma medalha do USEK, em homenagem ao homem político de origem libanesa, que é também um acadêmico. O encontro teve o objetivo de apresentar as atividades da USEK e particularmente aquelas que se referem à América Latina.

A Universidade assinou em 2010 uma convenção com a Universidade Federal Paraná (UFPR) e organizou diretamente com o Cecal intercâmbios de professores e de estudantes.

Personalidades brasileiras de origem libanesa
Atualmente, duas estudantes libanesas em ciências políticas da USEK, Samiha al-Chaar e Sandy Khalil, recebem bolsas do UFPR e da Associação das Universidades do Grupo Montevideu (AUGM). Uma experiência pioneira. Roberto Khatlab e Claude Khoury Azar também encontraram, em Brasília, o deputado federal Ricardo Izar Júnior, presidente do grupo de deputados de origem libanesa, Brasil-Líbano.

O Congresso Brasileiro tem cerca de 8% de políticos de origem libanesa. Em São Paulo, os dois diretores encontraram Ricardo Patah, originário de Rachaya e presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT). Katlab e Azar também estiveram com o presidente da Federação Internacional de Agentes Imobiliários (Fiabci/Brasil), Basilio Jafet (Yafet), juntamente com Hubert Gebara e Luiz Paulo Germanos. Os dois também visitaram o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Paulo Skaf.

A FIESP é a maior organização de industriais do Brasil. Além disso, no Clube Monte Líbano, um dos maiores de São Paulo, os diretores se reuniram com um grupo de Brasileiros de origem libanesa, como Valter Chammas, Marcelo Zarzur, Luiz Maksoud, Luiz Malouf, Samir Ary, Guilherme Mattar, e Rafael Bufarra. Khatlab e Azar também estiveram com Roberto Duailibi, sócio da DPZ, uma das maiores agências de publicidade da América Latina e Violeta Jafet (Yafet), ícone da colônia libanesa do Brasil, aos 103 anos. Ela contou-lhes sobre seu projeto de construir uma capela dedicada a Saint Charbel em São Paulo.

No Rio de Janeiro de Janeiro, encontraram o escritor Jamal Élias. Com isso, a USEK reforçou seus contatos com a América Latina, uma região que os libaneses reconhecem como uma terra privilegiada para os imigrantes, mas sobre a qual pouco conhecem da história, cultura e economia. Por isso, a universidade criou o Cecal para fortalecer as relações entre os dois países. O Cecal tem por objetivo ser um elo entre o Líbano e a América Latina, em todos os domínios.



voltar


Política de privacidade. ©2014. Criação FamilySites.com.br