Notícias
Aqui você pode listar notícias e atualidades.
 Localizar   
Compartilhe
Tamanho da fonte



Turismo ao país dos cedros
27/3/2008
Em edição recente, o jornal Folha de São Paulo destacou o turismo ao Líbano. Embora receba poucos visitantes por ano, o país possui forte vocação para o tursimo por concentrar muitas belezas naturais, assim como, um grande número de sítios históricos e arqueológicos.

Em nosso site, destacamos a matéria escrita pelo professor da USP Paulo Daniel Farah, enviado especial da Folha de S.Paulo ao Líbano, sobre Gibran Khalil Gibran e seus cenários literários.

Gibran reconstrói cenários do Líbano em obra literária

Os cedros do norte do Líbano, as montanhas encimadas de neve, os desfiladeiros místicos e silenciosos, o refúgio na morada primordial e final no mosteiro de Mar Sarkis: o espaço de vivência de Gibran Khalil Gibran imbuído de sentido se reconstrói em seus escritos: Wadi Qadicha (o vale Sagrado) expõe suas oliveiras e discorre sobre pertença, providência e plenitude, envoltas numa crença desterritorializada e híbrida.

Na edição desta semana, o caderno de Turismo mostra a terra desse pintor e escritor libanês nascido no final do século 19 e desvenda os lugares que influenciaram a sua obra.

O contorno do vale Sagrado e os agrupamentos de casas de pedra agarradas à encosta de terraços da montanha em meio a plantações e extensas vinhas revelam a presença humana, já atestada anteriormente, nos vestígios das cavernas, a formar pequenas aldeias no vale.
É eloqüente o papel da natureza na criação literária de Gibran. "Há quem creia que o trabalho do artista seja o de imitar a natureza. Mas ela é grande demais para ser imitada. Na realidade, o trabalho do artista é representar a alma de uma árvore mais do que reproduzir sua aparência", ponderou o próprio autor, que celebra a natureza, pois crê na fusão do ser humano a seu meio.
Na obra "Temporais", o protagonista da história, um eremita de 30 anos recluso no topo de uma montanha, vê nas tormentas o símbolo kaliano da destruição e da regeneração e procura desvendar, na natureza, os segredos do universo.
O eremita seria Gibran? Ou seria a tempestade? Em sua obra, a consciência se expressa e tem voz. Vêem-se e ouvem-se em seus escritos a neve, as montanhas e os rochedos do Líbano. Na tempestade, o vento fala, e assim fazem as chuvas.
"O Líbano dos Cedros, do "Cântico dos Cânticos"... Nasci perto do Cedro do Senhor, na ponta do vale Sagrado, em uma aldeia chamada Bcharre", escreveu Gibran sobre a região de montanhas, mosteiros, planícies e rios inquietos de onde partiu --com a mãe Kamle, as irmãs Marianna e Sultana e o irmão Butrus-- para os Estados Unidos no final do século 19, uma terra em processo de urbanização e industrialização.



voltar


Política de privacidade. ©2014. Criação FamilySites.com.br